Ministro Gilmar Mendes ataca moro:”Esse sujeito fala com Deus?”

O ministro acusa aos juízes de determinar prisões preventivas de forma arbitrárias, que segundo ele tem sido acatadas pelo STF, principalmente pelas prisões preventivas determinadas pelo magistrado do Paraná.

Publicado em por

Ministro Gilmar Mendes ataca moro:"Esse sujeito fala com Deus?"


O ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal (STF), novamente usa em seu discurso um tom de crítica a religião do juiz Sergio Moro, que é evangélico assumido.
Estava em análise um pedido de Habeas Corpus para o ex-ministro Antonio Palocci, quando Mendes disparou críticas ao Ministério Público Federal e aos juízes federais Sérgio Moro e Marcelo Bretas que tem sido responsáveis por uma verdadeira faxina de políticos corruptos no Brasil, indo diretamente para a cadeira sob suas determinações.
O ministro acusa aos juízes de determinar prisões preventivas de forma arbitrárias, que segundo ele tem sido acatadas pelo STF, principalmente pelas prisões preventivas determinadas pelo magistrado do Paraná.
“Na verdade nós transformamos as prisões provisórias do doutor Moro em prisão definitivas. Esse é o resultado nesses casos. Então é melhor suprimir a Constituição. Já que tem o código penal de Curitiba, que se crie a Constituição de Curitiba. É isso que nós estamos fazendo. As prisões provisórias, as prisões cautelares, elas ganham caráter de definitividade.
Por que se trata de decisões bem elaboradas? Esse sujeito fala com Deus? Do que nós estamos falando? Ou nós estamos fazendo populismo judicial?, atacou o ministro.
A negação do habeas corpus perdendo por 6 a 5 votos deve ter chateado ainda mais o ministro que mostra sempre uma quedinha para o lado mais corrupto da balança.
Ainda assim, o assunto volta novamente para ser votado pelo STF com outro recurso dos advogados de Palocci, para soltá-lo.
Ele está preso desde setembro de 2016, por determinação de Moro, acusado de liderar esquemas de corrupção investigados pela operação lava jato.
Não é incomum ver Gilmar Mendes bombardeando Moro, mas é interessante observar que o juiz sempre menciona a fé de Moro em suas falas. Ele parece reverberar a famosa ligação de lula onde ele disse: “Esses meninos da Polícia Federal e esses meninos do Ministério Público se sentem enviados de Deus”, atacou lula na época.





Copyright © Beenla Networks LTDA. Todos os direitos reservados.