Silas Malafaia e Marco Feliciano repudiam vídeo de Gleisi Hoffmann

Gleisi Hoffmann que gravou um vídeo pedindo ajuda ao mundo árabe para juntos do PT lutarem pela soltura de Lula.

Publicado em por

Silas Malafaia e Marco Feliciano repudiam vídeo de Gleisi Hoffmann


O twitter ficou pequeno para a “metralhada” que o pastor Silas Malafaia e Marco Feliciano mandaram pra cima da senadora Gleisi Hoffmann que gravou um vídeo pedindo ajuda ao mundo árabe para juntos do PT lutarem pela soltura de Lula da cadeia.
+ Pastor Silas Malafaia rebate acusações do site O Globo
Em sua conta na rede social, o presidente da Assembléia Vitória em Cristo considerou tal atitude da senadora de “afronta”:

“ A presidente do PT merece estar na cadeia, um absurdo! Convocar o mundo árabe para defender o ladrão Lula que está na cadeia. Uma afronta ao povo brasileiro e ao judiciário. Cambada de cínicos dissimulados”, publicou Malafaia.

O líder da ADVEC, ainda fez menção de um fato passado, quando no mandato de Dilma Rousseff,ela tomou atitude semelhante só que com o Estado Islâmico.

“É bom para o povo cristão saber quem é essa corja de petistas, Dilma já defendeu diálogo com o Estado Islâmico, agora, a presidente do PT esculhamba o Brasil através da TV árabe, mentindo descaradamente” relembrou Silas.

Quem também não deixou o assunto passar em branco foi o deputado Marco Feliciano (PODE-SP) e ainda foi além e exigiu explicações sobre o vídeo de Gleisi.
Feliciano pediu a fala na sessão na Comissão de Relações Exteriores e Defesa Nacional, e pediu que o Partido dos Trabalhadores reinvindicou que o PT se explicasse oficialmente sobre a decisão da senadora em gravar o vídeo.
O pastor e deputado foi anda mais longe e citou o artigo oito da lei 7.170 da Lei de Segurança Nacional, que especifica que “entrar em entendimento ou negociação com governo, ou grupo estrangeiro, ou seus agentes, para provocar guerra ou atos de hostilidade contra o Brasil”.
Lembrando a senadora que incitar guerra no país é crime e a pena pode chegar a 15 anos de prisão, e que ela pode ter sérias consequências sobre seus atos.





Copyright © Beenla Networks LTDA. Todos os direitos reservados.