Novela que reproduz cenas gays, estreiou nessa segunda-feira (20)

A trama desde o seu lançamento repercutiu bastante e diante disso promete gerar grande polêmica na mídia brasileira


Publicado em: 21/05/19 às 15:07 por Junior Moura | Atualizado em 21/05/2019 às 15:07

Novela com cenas gays (REPRODUÇÃO)

Uma nova trama escrita por Walcyr Carrasco e Amora Mautner, vai estrear nessa segunda-feira (20). A novela tem sido muito comentada pelo fato de que, irá ter diversas cenas gays. A dramaturgia envolve os maiores galãs das novelas brasileiras.

+URGENTE: Residência de pastor que declarou apoio a Jair Bolsonaro é alvejado por tiros na madrugada

No entanto, por envolver dois artistas galãs famosos o caso repercutiu entre diversas pessoas. Alguns líderes religiosos também criticou o fato.

Um desses líderes portanto, foi o pastor Marco Feliciano, que é muito rigoroso e criterioso. Quando se fala nesse tipo de assunto ele sempre expõe a sua opinião.

O pastor e seu discurso que faz referência a novela

Em um artigo redigido por Feliciano, o pastor pontuou dizendo que apenas queria esclarecer a verdade sobre a bíblia.

Com isso, eventualmente ele expôs que além de querer mostrar a verdade, é não aceitar a forma pelo qual as cenas são expostas. Diante do fato, ele falou também sobre os prejuízos que essas cenas podem trazer para sociedade.

“A nova novela da Globo, A Dona do Pedaço, na qual, mais uma vez – até quando? -, dois homens bem sucedidos e heterossexuais viverão um caso homossexual. Um dos personagens, chamado Agno e que será interpretado por Malvino Salvador, é casado e trairá a esposa com um boxeador chamado Rock, que será interpretado por Caio Castro, que iniciará a trama com uma namorada, e terá como irmã um travesti”, contextualizou o pastor.

+Pastor Lucinho realiza ‘ato profético’ no Rio Jordão contra a corrupção no Brasil

Entretanto, o fato portanto acaba virando uma preocupação para os pais. No entanto, se trata de um afligimento porque como as crianças tem acesso á esse tipo de conteúdo, elas podem acabar adquirindo esse comportamento.

Por fim, Feliciano concluiu dizendo que, a única coisa que tem pedido a Deus, é que a população do Brasil, seja liberta desses autores que escrevem novelas no qual reproduzem esses conteúdos.

“…Usam sua arte para fazer o jogo gramscista da desconstrução social, em favor do domínio daquilo que há de pior em questão de comportamento, e derrame Suas mais escolhidas bênçãos celestiais sobre todo povo brasileiro”.




Mais lidas

Mais artigos

Igrejas de SP podem ficar isentas de taxas | Câmara já aprovou

O projeto foi votado e aprovado, agora segue pra sanção do prefeito João Dória


Igreja de R.R Soares deve quase R$15 Milhões à União |

Segundo levantamento, passa de R$900 milhões a dívida de entidades religiosas com o Governo


Presidente – Michel Temer pede orações após descobrir doença

Assessores de Temer estão pedindo que os pastores levantem um clamor pela vida do presidente


Magno Malta se irrita e ameaça processar a TV Senado –

O Senador insistiu que o câmera focasse na foto que ele segurava enquanto discursava


Cantor gospel | morre eletrocutado durante evento em igreja

Ele encostou em um fio desencapado e recebeu uma forte descarga. Foi levado ao hospital e faleceu.


Site lança biografia polêmica da cantora gospel Flordelis

A carreira música e política de Flordelis também é destacada no texto, que já recebeu duras críticas.


Veja | quais são as 7 músicas gospel que ficarão para história

Confira a lista das músicas gospel que marcaram nossa geração


Aline Barros fica surpresa pelo público alcançado com o seu novo projeto

Os seguidores da artista gospel estão achando magnifico, e ficaram impressionados


Cantor gospel Carlinhos Félix concede entrevista exclusiva ao Gospel Post

Desde sempre eu tenho esse chamado e Deus me escolheu mesmo, como agente canta, 'lá no ventre da minha mãe'.  


Silas Malafaia quebra o silêncio e rebate as críticas da revista Veja!

A revista Veja! nesse domingo (26) fez uma publicação onde dizia que a bancada evangélica estava com medo de se manifestar sobre as mobilizações de ontem