Presidente toma decisão inesperada e cristãos se entristecem

As expectativas da maioria dos católicos não foram atendidas, pois recentemente o presidente havia dito que iria consagrar o país a Nossa Senhora


Publicado em: 24/05/19 às 15:23 por Junior Moura | Atualizado em 25/05/2019 às 9:00

Presidente do país, Jair Messias Bolsonaro (REPRODUÇÃO)

Esses dias foi anunciado que o atual presidente, Jair Messias Bolsonaro, faria a consagração do Brasil a “Jesus Cristo por meio do Imaculado Coração de Maria”. Dessa forma, as expectativas de maioria dos católicos não foram atendidas.

+Pastor pode ser motivo do assassinato em Paracatu (MG)

A cerimônia que enfatizava essa consagração aconteceu na última terça-feira (21). A celebração portanto, não foi exatamente como alguns católicos esperavam, pelo fato de que o presidente não seguiu o rito esperado. A cerimônia que se esperava no entanto, seria o que ligaria diretamente à consagração.

“Por algum motivo, não suficientemente claro, o presidente não proclamou a fórmula da consagração, nem assinou o documento de consagração”, falou o Centro Dom Bosco, uma entidade católica tradicional.

Bolsonaro se intitula como católico, porém tem relacionamento estreito com os evangélicos. Com isso tudo, sua esposa Michelle Bolsonaro, é evangélica e sempre leva seu esposo á visitas na igreja.

Na ocasião para assinar o documento de consagração do país, quem assinou não foi o presidente. O acordo foi assinado pelo ministro da Secretaria-Geral da Presidência da República, Floriano Peixoto.

Os católicos do Centro Dom Bosco disseram através de uma nota que o ato frustou a todos. Os religiosos entretanto, estavam esperando que o presidente de fato assinasse esse documento, mas aconteceu o contrário.

+Mulher dá testemunho após viver o sobrenatural de Deus

Com isso então, a nota disse o seguinte:

“Por fim, pedimos desculpas aos nossos amigos por divulgar algo que não correspondia às nossas expectativas”.

Em conclusão, eles ainda relataram que diante de toda frustração ainda conseguiram obter algo bom dessa situação.

“Depois de duas décadas de governos anticristãos, um presidente da República recebeu Nossa Senhora em sua presença”, finalizou.




Mais lidas

Mais artigos

Aline Barros fica surpresa pelo público alcançado com o seu novo projeto

Os seguidores da artista gospel estão achando magnifico, e ficaram impressionados


Cantor gospel Carlinhos Félix concede entrevista exclusiva ao Gospel Post

Desde sempre eu tenho esse chamado e Deus me escolheu mesmo, como agente canta, 'lá no ventre da minha mãe'.  


Silas Malafaia quebra o silêncio e rebate as críticas da revista Veja!

A revista Veja! nesse domingo (26) fez uma publicação onde dizia que a bancada evangélica estava com medo de se manifestar sobre as mobilizações de ontem


Juninho Black quebra silêncio e revela verdade sobre seu casamento

O artista gospel após ter negado não está com affair, revelou toda a verdade para o mundo gospel que ainda apostou em um recomeço


Fernanda Brum fala pela primeira vez sobre pacto com o diabo

A cantora gospel e pastora Fernanda Brum, é um dos maiores nomes da música evangélica. Com isso, influencia muitas pessoas


Tronco cai sobre automóvel de pastor e causa grave acidente

O acidente entretanto, aconteceu em Carolina do Norte, envolvendo o pastor de uma igreja local.


Igreja Universal realiza feito histórico e fiéis comemoram

O fato se tratou de um casamento simultâneo que segundo a estimativa, uniu  10.784 casais


Malafaia fala sobre deputados que voltaram contra a COAF; ‘rabo preso’

No entanto, a sua indignação dessa vez, tratou-se sobre os parlamentares da bancada evangélica que voltaram contra a COAF


Pastor é morto a tiros a mando de traficantes e família se desespera

O pastor João Auzier Neto, de 65 anos foi assassinado com pelo menos três tiros. O caso aconteceu no bairro Nova Esperança localizado em Manaus-AM


Presidente toma decisão inesperada e cristãos se entristecem

As expectativas da maioria dos católicos não foram atendidas, pois recentemente o presidente havia dito que iria consagrar o país a Nossa Senhora