Lagoinha já tem ministério para cuidar do público LGBT

Ver essas pessoas caminharem com Cristo, ver um LGBT lendo a Bíblia e orando já é um grande fruto”, afirmou a líder do projeto.


Publicado em: 18/04/18 às 8:01 por Micael Batista | Atualizado em 18/04/2018 às 8:01


Sob a perspectiva de que é mais fácil cuidar estando perto do que longe, a Igreja Batista da Lagoinha organizou um grupo para lidar com o público homossexual de perto, para que eles tenham a oportunidade de aprender a Palavra de Deus e conhecer os fundamentos da palavra e possam chegar as suas próprias conclusões acerca da vontade de Deus para suas vidas sendo orientados pela Palavra de Deus.

Intitulado Movimento Cores, a líder do projeto é Priscila Coelho, que tem um programa na Rede Super (canal mineiro pertencente a Igreja Batista da Lagoinha) e que testemunha ter abandonado a homossexualidade e estar a oferecer auxílio para as pessoas que assim o desejarem na igreja e compartilha experiências com os fiéis.

Em entrevista a um site de notícias cristãs Priscila afirmou que : “não tenho a prática, mas meu desejo é homoafetivo”, revelou, dizendo que ainda sente interesse por pessoas do mesmo sexo. Ela ainda falou sobre as pessoas que se dizem “curadas” e mantém relacionamentos com pessoas do sexo oposto.“não é o meu caso”, afirmou a apresentadora.

A apresentadora falou sobre o apoio que recebeu de seu líder o Pastor Márcio Valadão ao sentir de Deus fazer um projeto para o público gay, ele disse: ‘Filha, Deus tem uma isca para cada tipo de peixe. Se essa é a sua isca, então vá’”, contou ela.

Ela disse que apesar de ter percebido certa resistência até mesmo dentro da igreja, por alguns acharem liberal demais o projeto, ela disse ter confiança que os frutos já começam lentamente a aparecer e isso é sua grande recompensa:

 “Nosso objetivo é que o LGBT tenha acesso a Deus. Então os frutos são esses. São pessoas detonadas que acham que não podem ter acesso a Deus por conta da sua orientação sexual. E se ele sair daqui acreditando que tem isso, mas que pode caminhar com Deus, para mim isso já é um fruto. E é um processo longo. Nós estamos falando de travestis, de transgêneros que muitas vezes nem entendem o que são. Então, ver essas pessoas caminharem com Cristo, ver um LGBT lendo a Bíblia e orando já é um grande fruto”, conclui.




Mais lidas

Mais artigos

Evangélico; Wesley Safadão vai à igreja mesmo com uma agenda de 25 shows por mês

O cantor ainda é muito criticado por ainda atuar no meio secular depois da sua conversão


Padre pede liberdade de Lula e depois se desculpa

O caso foi registrado no último domingo (21) durante a celebração de uma missa.


Após abandonar música gospel; Tonzão diz estar muito endividado e pede orações

O anuncio da falta de dinheiro foi feito numa das redes sociais do cantor, que deixou o gospel no final de 2017.


Igrejas de SP podem ficar isentas de taxas | Câmara já aprovou

O projeto foi votado e aprovado, agora segue pra sanção do prefeito João Dória


Igreja de R.R Soares deve quase R$15 Milhões à União |

Segundo levantamento, passa de R$900 milhões a dívida de entidades religiosas com o Governo


Presidente – Michel Temer pede orações após descobrir doença

Assessores de Temer estão pedindo que os pastores levantem um clamor pela vida do presidente


Magno Malta se irrita e ameaça processar a TV Senado –

O Senador insistiu que o câmera focasse na foto que ele segurava enquanto discursava


Cantor gospel | morre eletrocutado durante evento em igreja

Ele encostou em um fio desencapado e recebeu uma forte descarga. Foi levado ao hospital e faleceu.


Site lança biografia polêmica da cantora gospel Flordelis

A carreira música e política de Flordelis também é destacada no texto, que já recebeu duras críticas.


Veja | quais são as 7 músicas gospel que ficarão para história

Confira a lista das músicas gospel que marcaram nossa geração