Arcebispo que celebrou missa de Marisa Letícia, lamentou que cerimônia tenha se transformado em comício político

Scherer finalizando, lamentou por um evento religioso ter sido usado como instrumento político.


Publicado em: 09/04/18 às 8:42 por Micael Batista


Com um discurso de quase 1 hora, Lula resistiu se entregar para a Polícia Federal sem antes transformar no que seria uma missa de lembrança da Ex- primeira Dama, Marisa Letícia que completaria então 67 anos se estivesse viva, num comício eleitoral.
Por isso, sua equipe organizou-se no dia anterior em riqueza de detalhes para transformar a cerimônia religiosa em palanque para a defesa de Lula e quem sabe fazer da ocasião de sua prisão, a criação de um mártir perseguido à la Mandela.
O fato é que depois de muitas acusações à Arquidiocese de São Paulo  e ao Dom Odilo Scherer, que celebrou a missa, de apoiar Lula, a instituição publicou uma nota de esclarecimento neste domingo(8).
A publicação explicava que tal “ato aconteceu fora da jurisdição e responsabilidade do arcebispo e da arquidiocese de São Paulo”.
A nota que teve a assinatura do próprio Arcebispo, transferiu toda responsabilidade para Lula e sua equipe pelo ocorrido, e enfatizou que a cerimônia era uma missa católica e não um reunião ecumênica, como foi caracterizada.
Preso desde sábado (7) numa cela especial no quarto andar do prédio da Superintendência da Polícia Federal do Paraná, em Curitiba.
Lula deve receber neste domingo (8) a visita de seu  advogado Cristiano Zanin Martins para definirem quais os caminhos e recursos vão tentar daqui pra frente.
Leia abaixo publicação completa:
“Sobre o ato religioso realizado ontem na frente do Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, a assessoria de imprensa da Arquidiocese de São Paulo esclarece que:
1. Não se tratou de Missa, mas de um ato ecumênico;
2. Foi iniciativa pessoal de quem promoveu o ato;
3. Não houve participação da CNBB (Confederação Nacional dos Bispos do Brasil) nem da arquidiocese de São Paulo;
4. O ato aconteceu fora da jurisdição e responsabilidade do arcebispo e da arquidiocese de São Paulo;
O arcebispo de São Paulo lamenta a instrumentalização política do ato religioso.”



Aniversariante do mês
Ana Paula Valadão

Cantora e pastora

41 anos



Mais artigos

Palhaçada, diz fã ao ver foto da cantora Kemilly Santos torcendo pelo Brasil

As imagens foram publicadas no perfil oficial da cantora, depois da partida entre Brasil e México.


Pregador diz que homossexualismo é pecado e pode pegar 2 anos de prisão

Durante uma Parada Gay no Canadá, um cristão que estava distribuindo literatura cristã durante o evento, foi acusado de "crime de ódio".


Pregador Luo: Cantor gospel revela detalhes de doença que quase ceifou sua vida

O cantor revelou que estava doente através das redes sociais no último domingo 24 de junho


Cantora gospel Vanilda Bordieri desabafa: “Já atendi muitos pastores por um aperto de mão”

A cantora revela detalhes de bastidores de mais de 20 anos de ministério


Ao som de “Deus de Promessas” Seleção Brasileira entra em campo e vence a Costa Rica

A Seleção Brasileira venceu a Costa Rica em sua segunda partida pela Copa do Mundo


Marido de Perlla quer a esposa devolta à música gospel

O Marido de Perlla é pastor evangelico e cresceu dentro de um lar conservador. O músico tentou convencer a esposa a continuar no gospel


Música polêmica de Cassiane ultrapassa 2 milhões de views no Youtube

O clipe lançado no dia 14 de Maio, foi acusado de plágio por cantora maranhense


Cantora gospel Vanilda Bordieri divulga evento e exibe troféu nas redes sociais

O evento acontecerá no dia 25 de setembro de 2018, para premiar os melhores do ano


Ícone da música gospel: Conheça a surpreendente história do cantor Victorino Silva

A história poucas vezes contada de um dos cantores gospel mais antigos em atividade


Ex-musa da sapucaí se converte e celebra casamento de jogador famoso

Ela foi escolhida para orar e abençoar o matrimônio diante de Deus e de todos presentes na festa