Pesquisa revela que pornografia é um hábito comum em 2 a cada 3 cristãos

A universidade Luterana do Brasil levantou uma pesquisa sobre “hábitos no consumo de pornografia “ no Brasil

Publicado em por Micael Batista

Pesquisa revela que pornografia é um hábito comum em 2 a cada 3 cristãos


A temática da pornografia está presente na vida sociedade como nunca, e com a disseminação das redes sociais, veio também a proliferação do mau hábito, inclusive dentro das comunidades religiosas.

A universidade Luterana do Brasil levantou uma pesquisa sobre “hábitos no consumo de pornografia “ no Brasil,e estudou o comportamento de 400 pessoas para observar como pessoas de diferentes credos acessam a material pornográfico na internet.

Um extenso questionário foi conduzido aos entrevistados que se dominavam cristão protestantes históricos, foi surpreendente que quase 70% (67,19% ) deles admitiram acessar pornografia uma vez ao mês ao menos.

Os “evangélicos” 57,38% confessaram que também o fazem, no total de católicos 72,73%  declararam o mesmo e o grupo dos sem religião 84,85 % disseram abertamente acessar pornografia.

Outro fato importante que a pesquisa apontou foi que os entrevistado são conscientes de que a pornografia faz mal a eles.

Quase 80% deles reconheceram a prática como ruim ou muito ruim e outros 73% declararam ter vontade de parar.

O nome do projeto “o mal que eu não quero”, foi iniciativa da universidade e o objetivo seria “ajudar quem sofre com a pornografia, equipando pessoas para essa luta tão presente nas igrejas”.

E já um site e página no Facebook de mesmo nome que traz palestras e material de pequisa para capacitar quem precisa lidar com esse tema.

Em entrevista a um site cristão, o líder da pesquisa Miguel Dolny, falou que:

“Diante da escassez de dados primários no contexto brasileiro, verificamos a necessidade de realizar o levantamento quantitativo em nosso país. Assim, o trabalho visa trazer uma contribuição para que possamos abordar a temática com propriedade, com olhos abertos para a realidade”, afirmou o coordenador.

Dolny acredita que este assunto deveria ser mais debatido e abordado pelas igrejas, porque já é comprovado que a pornografia é um fator de destruição de relacionamentos e que traz imensos prejuízos ao ser humano.





Copyright © Beenla Networks LTDA. Todos os direitos reservados.