11 Cristãos são mortos no Egito durante ataque extremista

São constantemente alvos de ataque de grupos extremistas, disse Ashour.


Publicado em: 09/01/18 às 15:14 por Micael Batista | Atualizado em 09/01/2018 às 15:14


Cerca de nove pessoas foram mortas depois que um homem armado abriu fogo em uma igreja cristã copta próxima de Cairo, capital do Egito.
Segundo informações do governo, um homem tentou entrar na igreja de Mar Mina, no distrito de Helwan, ao sul do Cairo, na sexta-feira depois de atacar um loja Coptic, onde matou duas pessoas.
O assaltante ao tentar fugir, foi alvejado pela polícia antes de ser preso.
Relatos locais disseram que um policial foi ferido junto com outras vítimas, a maioria dos quais coptas cristãs.
O Estado islâmico do Iraque e o grupo Levant (ISIL) reivindicaram os ataques através de uma declaração de propaganda Amaq não comprovada, afirmaram as fontes de investigação.
Omar Ashour, professor de estudos de segurança no Instituto de Doha, disse à Al Jazeera que o ataque fazia parte de uma “crise em curso” no Egito.

“É mais continuidade do que mudança, ainda precisamos de mais detalhes para afirmar, mas até agora o Egito testemunhou mais de 2.000 ataques nos últimos três anos“, disse ele.

Alvos de ataque

Os coptas são cristãos descendentes dos cristãos que haviam no Egito no século I, eles resistiram firmemente a invasão islâmica e pagaram alto preço por não aceitarem a cultura e por não negarem sua fé durante os séculos.
São constantemente alvos de ataque de grupos extremistas, disse Ashour.
Os muçulmanos sufíes são um grupo mais recente e, “até certo ponto”, visando os militares e policiais egípcios.
Outro alvo são os correspondentes da mídia, que o grupo intenta alcançar.
Mas não existe uma estratégia de combate às ações desses grupos, disse Ashour.
“Há duas questões, uma é a crise política no Egito que se desenrolou após 2013.
Isso não foi resolvido e está criando cada vez mais recrutamento e radicalização para grupos armados de várias formas”, afirmou.
“Há também, basicamente, uma série de erros de contra-insurgência e contraterrorismo que as forças egípcias têm cometido, e isso está adicionando mais e mais petróleo ao fogo”.
A minoria cristã do Egito representa cerca de 10% da população do país.




Mais lidas

Mais artigos

Malafaia fala sobre deputados que voltaram contra a COAF; ‘rabo preso’

No entanto, a sua indignação dessa vez, tratou-se sobre os parlamentares da bancada evangélica que voltaram contra a COAF


Pastor é morto a tiros a mando de traficantes e família se desespera

O pastor João Auzier Neto, de 65 anos foi assassinado com pelo menos três tiros. O caso aconteceu no bairro Nova Esperança localizado em Manaus-AM


Presidente toma decisão inesperada e cristãos se entristecem

As expectativas da maioria dos católicos não foram atendidas, pois recentemente o presidente havia dito que iria consagrar o país a Nossa Senhora


Isa Moysés morre e comunidade evangélica sofre com a perda

Na madrugada desta quarta-feira (24), Isa Moyses, uma das fundadoras do Ministério Voz da Verdade morreu


Silas Malafaia quebra o silêncio e solta o verbo na web

No entanto, esse anúncio foi feito através de um vídeo feito pelo pastor nessa quarta-feira (22)


Pastor é detido depois de haver ofendido autoridades estaduais

A confirmação desse fato foi anunciado por ele, depois de haver postado um vídeo nas redes sociais


Alvejante poderoso é usado para curar fiéis de HIV/Aids

Um pastor norte-americano tem oferecido em sua denominação cura através dessa solução química, essa por sua vez não traz benefícios para a saúde


Pastor é detido em Belo Horizonte após falsificar documentos

Nesta quinta-feira (23) durante uma operação, duas pessoas foram detidas. Entre as pessoas presas estava incluído um pastor de 79 anos


Porta dos fundos lança vídeo polêmico e surpreende evangélicos

Intitulado como "O Beijo". O canal dessa vez atribuiu de um dos assuntos mais polêmicos e mais comentados em toda web


Lauriete toma decisão e internautas se preocupam com o fato

Na manhã dessa quinta-feira a parlamentar voltou a favor da COAF