Pai de Santo invade convenção do PMDB para “benzer” Temer

Em posse de uma erva "usada contra morte e doença", ele afirmou já ter ido ao Palácio do Planalto e ter encontrados "quatro bonecos" de vodu feitos contra Temer.


Publicado em: 21/12/17 às 18:53 por Micael Batista | Atualizado em 21/12/2017 às 18:53


Um pai de Santo conseguiu “roubar a cena” na Convenção do PMDB.
Conhecido como Pai Uzêda, o religioso subiu ao palco para abençoar o presidente Michel Temer com uma reza, alegando que ele havia sido vítima de trabalho de macumba.

“Fizeram um trabalho de vodu, por isso que ele teve a doença. O trabalho que fizeram contra o doutor Michel era para ele morrer no hospital”, falou ele.
O fato aconteceu nesta terça-feira, 19. Pai Uzêda ainda afirmou ter vindo “benzer o presidente porque o PT fez macumba contra ele”.

Os seguranças e assessores pediram para o pai de santo se retirar do palco, assim que viram o homem junto ao presidente.
O presidente, foi pego de surpresa, abriu os braços para receber o passe e sorriu, um pouco constrangido.
Em posse de uma erva “usada contra morte e doença”, ele afirmou já ter ido ao Palácio do Planalto e ter encontrados “quatro bonecos” de vodu feitos contra Temer.
O presidente que passou por uma cirurgia recentemente, chegou a quase cancelar sua presença na convenção, levantando maiores rumores sobre seu verdadeiro estado de saúde.
Ao ser perguntado sobre quem o contratou para desfazer o trabalho, ele dizia que era Temer, outra hora a primeira Dama Marcela, a quem chamou de “linda e maravilhosa”.

“Jogaram pesado contra o presidente. Muita macumba contra ele, contra (o presidente da Câmara) Rodrigo Maia e contra toda a cúpula do PMDB, o assunto é sério”, afirmou.

Revelou Uzêda que declarou ser da “umbanda da linha branca”, e possuía crachá de “convidado” da convenção.
O partido desconversou e negou já ter usufruído dos serviços do pai de santo.

Alerta a Dilma

E parece que o Pai Uzêda já é conhecido de Brasília de outros tempos.
O pai de santo já havia invadido, em março de 2015, o Palácio do Planalto para avisar a então Presidenta Dilma Roussef para tomar cuidado com o Eduardo Cunha (PMDB-RJ), que viria alguns meses depois, articular todo o processo de impeachment que a retirou do presidência.
Mas parece que Pai Uzêda também tem pretensões políticas, tendo sido candidato a deputado federal e a vereador no Rio pelo PP.




Mais lidas

Mais artigos

Evangélico; Wesley Safadão vai à igreja mesmo com uma agenda de 25 shows por mês

O cantor ainda é muito criticado por ainda atuar no meio secular depois da sua conversão


Padre pede liberdade de Lula e depois se desculpa

O caso foi registrado no último domingo (21) durante a celebração de uma missa.


Após abandonar música gospel; Tonzão diz estar muito endividado e pede orações

O anuncio da falta de dinheiro foi feito numa das redes sociais do cantor, que deixou o gospel no final de 2017.


Igrejas de SP podem ficar isentas de taxas | Câmara já aprovou

O projeto foi votado e aprovado, agora segue pra sanção do prefeito João Dória


Igreja de R.R Soares deve quase R$15 Milhões à União |

Segundo levantamento, passa de R$900 milhões a dívida de entidades religiosas com o Governo


Presidente – Michel Temer pede orações após descobrir doença

Assessores de Temer estão pedindo que os pastores levantem um clamor pela vida do presidente


Magno Malta se irrita e ameaça processar a TV Senado –

O Senador insistiu que o câmera focasse na foto que ele segurava enquanto discursava


Cantor gospel | morre eletrocutado durante evento em igreja

Ele encostou em um fio desencapado e recebeu uma forte descarga. Foi levado ao hospital e faleceu.


Site lança biografia polêmica da cantora gospel Flordelis

A carreira música e política de Flordelis também é destacada no texto, que já recebeu duras críticas.


Veja | quais são as 7 músicas gospel que ficarão para história

Confira a lista das músicas gospel que marcaram nossa geração