Milhares vão a rua para orar em frente de clínica de aborto

O resultado desse trabalho tem um saldo positivo de cerca de 800 famílias que desistiram de interromper a gravidez, nos dois anos de existência


Publicado em: 06/12/17 às 10:34 por Micael Batista | Atualizado em 06/12/2017 às 10:34


Com um número estimado de 7000 pessoas, mais de 100 denominações diferentes se ajuntaram no último sábado (2) diante de clínicas de aborto na cidade de Charlotte, em um marcha pro-vida, no estado americano da Carolina do Norte.
O evento conhecido como “Jornada da Esperança” foi uma caminhada de oração com duração de 40 semanas, onde integrantes de quase todas as igrejas da região participaram de orações pelo fechamento da clínica de aborto Preferred Women’s Health Center.
Até os pastores participaram ativamente, das orações pelo fechamento da clínica de aborto inclusive, pregavam alguns domingos de manhã na frente a clínica e todas as quartas-feiras os fiéis jejuavam, ao todo eles contaram com mais de 5 mil membros das igrejas da cidade.

“A melhor coisa sobre tudo isso é que não foi um evento de um só dia. Semana após semana as igrejas se juntarem em praça pública”, disse o fundador da Love Life de Charlotte, Justin Reeder. “Isso não está acontecendo para promover uma denominação. As pessoas não estão vindo para ouvir um pregador conhecido ou uma banda, estão indo até um lugar obscuro de nossa cidade. João 17 está sendo visto na nossa cidade semana após semana e isso faz diferença”.

O resultado desse trabalho tem um saldo positivo de cerca de 800 famílias que desistiram de interromper a gravidez, nos dois anos de existência da sua organização, informa Reeder.

“Nossas equipes de linha de frente estavam na frente daquele lugar para aconselhar as mulheres que procuravam aborto. As que aceitaram, nós levamos para nossa unidade móvel e fazíamos um ultra-som gratuito. Também oferecemos conselheiros cristãos que podiam apoiá-las, além do endereço das igrejas parceiras”, constatou Reeder.

O evento contou com muitos pastores locais e empresários da região que discursaram no dia: “Nós vimos episcopais de mãos dadas com batistas, que estavam ao lado de pentecostais, que estão andando com os presbiterianos”, falou um dos preletores comemorando tal unidade entre os cristão em prol da vida.




Mais lidas

Mais artigos

Aline Barros fica surpresa pelo público alcançado com o seu novo projeto

Os seguidores da artista gospel estão achando magnifico, e ficaram impressionados


Cantor gospel Carlinhos Félix concede entrevista exclusiva ao Gospel Post

Desde sempre eu tenho esse chamado e Deus me escolheu mesmo, como agente canta, 'lá no ventre da minha mãe'.  


Silas Malafaia quebra o silêncio e rebate as críticas da revista Veja!

A revista Veja! nesse domingo (26) fez uma publicação onde dizia que a bancada evangélica estava com medo de se manifestar sobre as mobilizações de ontem


Juninho Black quebra silêncio e revela verdade sobre seu casamento

O artista gospel após ter negado não está com affair, revelou toda a verdade para o mundo gospel que ainda apostou em um recomeço


Fernanda Brum fala pela primeira vez sobre pacto com o diabo

A cantora gospel e pastora Fernanda Brum, é um dos maiores nomes da música evangélica. Com isso, influencia muitas pessoas


Tronco cai sobre automóvel de pastor e causa grave acidente

O acidente entretanto, aconteceu em Carolina do Norte, envolvendo o pastor de uma igreja local.


Igreja Universal realiza feito histórico e fiéis comemoram

O fato se tratou de um casamento simultâneo que segundo a estimativa, uniu  10.784 casais


Malafaia fala sobre deputados que voltaram contra a COAF; ‘rabo preso’

No entanto, a sua indignação dessa vez, tratou-se sobre os parlamentares da bancada evangélica que voltaram contra a COAF


Pastor é morto a tiros a mando de traficantes e família se desespera

O pastor João Auzier Neto, de 65 anos foi assassinado com pelo menos três tiros. O caso aconteceu no bairro Nova Esperança localizado em Manaus-AM


Presidente toma decisão inesperada e cristãos se entristecem

As expectativas da maioria dos católicos não foram atendidas, pois recentemente o presidente havia dito que iria consagrar o país a Nossa Senhora