Junno disse ter desistido de ler o livro de Apocalipse por achar muito difícil

Junno afirmou que tentou ler e compreende o livro, mas não conseguiu e por isso, desistiu.


Publicado em: 13/12/17 às 11:36 por Micael Batista | Atualizado em 13/12/2017 às 11:36


Tá certo que o livro de Apocalipse não é um livro muito fácil de se assimilar, seja por sua linguagem simbólica ou pelo linguajar erudito da Bíblia. Foi isso que o ator Junno afirmou em uma entrevista.
Pois por causa da estréia da novela Apocalipse, da Record, muitas pessoas estão curiosas sobre o livro profético.
Entre elas, o ator e cantor Junno, namorado de Xuxa, que vive um jornalista na trama escrita por Vivian Oliveira.
Junno afirmou que tentou ler e compreende o livro, mas não conseguiu e por isso, desistiu.
O ator de 54 anos falou de sua preparação para o papel que vive hoje na novela.

“Quando fui convidado para fazer a novela, imediatamente peguei a Bíblia e comecei a ler o Apocalipse. É muito difícil de compreender, ainda mais para mim… Eu não sou aquele cara que frequenta igreja, nunca fui. Eu sou espiritualista. Não tenho esse hábito, é muito difícil”, afirmou.
“Aí pensei, quer saber? Vou ler a novela, me concentrar aqui. Na hora em que eu entender um pouquinho melhor eu volto para a Bíblia, para sacar mais a coisa do apocalipse, do [apóstolo] João, dos cavaleiros, peste, guerra, fome e morte. É difícil para caramba”, ressaltou.

O ator Junno que já passou pela Globo e SBT, agora é presente nas produções novelísticas da Record, conta que está se inspirando nos grandes âncoras do jornalismo brasileiro para montar a personalidade de Arthur, seu personagem, que muitos já estão comparando ao estimado William Bonner.

“A Xuxa achou parecido e eu também. A gente vai poder se aprofundar muito mais nesse universo do jornalismo”, falou o ator que diz ter se inspirado também nos jornalistas Chico Pinheiro e Celso Freitas.

Seu personagem Arthur é editor-chefe do telejornal que persegue a repórter Zoe (Juliana Knust), protagonista da novela, mas será o portador de notícias “apocalípticas” no desenrolar da novela.

“Não sei se é dessa forma [contada na novela] que o mundo vai acabar, mas está acabando da pior forma possível. O ser humano está muito distante do amor que foi pregado por Jesus, agora com essa era digital as pessoas estão mais frias ainda. [Por isso] No meu último dia eu iria beijar muito na boca. Iria pegar minha mulher e falar: ‘Vem cá, vamos beijar na boca porque vai acabar o negócio aqui’”, disse em tom de brincadeira.




Mais lidas

Mais artigos

Evangélico; Wesley Safadão vai à igreja mesmo com uma agenda de 25 shows por mês

O cantor ainda é muito criticado por ainda atuar no meio secular depois da sua conversão


Padre pede liberdade de Lula e depois se desculpa

O caso foi registrado no último domingo (21) durante a celebração de uma missa.


Após abandonar música gospel; Tonzão diz estar muito endividado e pede orações

O anuncio da falta de dinheiro foi feito numa das redes sociais do cantor, que deixou o gospel no final de 2017.


Igrejas de SP podem ficar isentas de taxas | Câmara já aprovou

O projeto foi votado e aprovado, agora segue pra sanção do prefeito João Dória


Igreja de R.R Soares deve quase R$15 Milhões à União |

Segundo levantamento, passa de R$900 milhões a dívida de entidades religiosas com o Governo


Presidente – Michel Temer pede orações após descobrir doença

Assessores de Temer estão pedindo que os pastores levantem um clamor pela vida do presidente


Magno Malta se irrita e ameaça processar a TV Senado –

O Senador insistiu que o câmera focasse na foto que ele segurava enquanto discursava


Cantor gospel | morre eletrocutado durante evento em igreja

Ele encostou em um fio desencapado e recebeu uma forte descarga. Foi levado ao hospital e faleceu.


Site lança biografia polêmica da cantora gospel Flordelis

A carreira música e política de Flordelis também é destacada no texto, que já recebeu duras críticas.


Veja | quais são as 7 músicas gospel que ficarão para história

Confira a lista das músicas gospel que marcaram nossa geração