Jovem diz ter sido vítima de preconceito por seu nome bíblico, durante o Enem

Jefté diz que a fiscal de sua sala falou: "que nome de pobre", diante os outros candidatos.


Publicado em: 07/11/17 às 18:48 por Micael Batista | Atualizado em 07/11/2017 às 18:48


Um caso de preconceito foi registrado em Rio Branco, no Acre durante a realização do Enem, no último domingo (05). O jovem Jefté Cavalcante Nobre, de 18 anos, afirma que durante a entrega do caderno de questões, a fiscal da sala que ele estava, disse que seu nome era de pobre. Ainda segundo o jovem, diante da situação ele se sentiu constrangido diante os outros candidatos.
A coordenadora do Enem no Acre, Maria Victor, em entrevista ao site G1, confirmou a denúncia do jovem, que havia postado o fato no Facebook, e disse ainda que o caso está sendo apurado. Ela contou que a informação dada por Jefté não foi confirmada, mas garantiu que as duas fiscais vão ser ouvidas para uma averiguação.
“A moça [chefe de sala] disse que em nenhum momento viu isso e que as pessoas da sala também não viram. Nós não conseguimos contato com a outra moça [a fiscal]. Mesmo sem a confirmação de ter acontecido isso, ela não vai mais trabalhar porque tais procedimentos não são colocados por nós. De forma alguma admitimos que aconteça esse tipo de coisa, muito pelo contrário”, explicou Maria.
O rapaz informou que o caso ocorreu no auditório da União Educacional do Norte (Uninorte). “Ela olhou meu nome, que não é comum e é bíblico, e logo depois ela falou: ‘nossa que nome de pobre’. A grande maioria das pessoas que estavam lá começaram a rir por conta disso. Me senti bastante constrangido. Sei que meu nome não é normal, mas fazer sarcasmo me deixou indignado”, relatou o jovem .
O nome Jefté que é de origem hebraico, é descrita na Bíblia Sagrada como o nome de um dos juízes de Israel, no antigo testamento.
O jovem diz que a situação pode se repetir por diversas vezes em diferentes ocasiões, e teme que nenhuma providência seja tomada neste caso. Mas a coordenadora estadual do Enem, Maria Victor, disse que todos os profissionais que atuam nos dias de prova, são orientador a manter a postura e a ética durante o trabalho.




Mais lidas

Mais artigos

Evangélico; Wesley Safadão vai à igreja mesmo com uma agenda de 25 shows por mês

O cantor ainda é muito criticado por ainda atuar no meio secular depois da sua conversão


Padre pede liberdade de Lula e depois se desculpa

O caso foi registrado no último domingo (21) durante a celebração de uma missa.


Após abandonar música gospel; Tonzão diz estar muito endividado e pede orações

O anuncio da falta de dinheiro foi feito numa das redes sociais do cantor, que deixou o gospel no final de 2017.


Igrejas de SP podem ficar isentas de taxas | Câmara já aprovou

O projeto foi votado e aprovado, agora segue pra sanção do prefeito João Dória


Igreja de R.R Soares deve quase R$15 Milhões à União |

Segundo levantamento, passa de R$900 milhões a dívida de entidades religiosas com o Governo


Presidente – Michel Temer pede orações após descobrir doença

Assessores de Temer estão pedindo que os pastores levantem um clamor pela vida do presidente


Magno Malta se irrita e ameaça processar a TV Senado –

O Senador insistiu que o câmera focasse na foto que ele segurava enquanto discursava


Cantor gospel | morre eletrocutado durante evento em igreja

Ele encostou em um fio desencapado e recebeu uma forte descarga. Foi levado ao hospital e faleceu.


Site lança biografia polêmica da cantora gospel Flordelis

A carreira música e política de Flordelis também é destacada no texto, que já recebeu duras críticas.


Veja | quais são as 7 músicas gospel que ficarão para história

Confira a lista das músicas gospel que marcaram nossa geração